Bancos desrepeitam Código de Defesa do Consumidor e se negam a simular crédito

A desinformação sobre a taxa de juros cobrada de acordo com o perfil de cada cliente ainda prevalece nos bancos. O EXTRA esteve em seis agências das principais instituições nesta semana. A meta era obter simulações de empréstimo para um consumidor com renda mensal e dívidas no mesmo valor: R$ 3 mil. A demora no atendimento, a falta de clareza e o desrespeito ao Código de Defesa do Consumidor (CDC) marcaram as visitas.

Dos seis, apenas o Bradesco, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal fizeram as simulações, informando taxas e valores de prestações para as operações pedidas. Já os funcionários de Itaú, HSBC e Santander negaram-se a informar os juros. O motivo? Era preciso abrir conta nas instituições para obter os cálculos, que seriam personalizados.

De acordo com Rafael Viola, especialista em Direitos do Consumidor da Fundação Getulio Vargas (FGV), as três instituições desrespeitaram o CDC:

— O consumidor tem direito à informação prévia. O banco tem que informar as taxas, prestações e tarifas. Anunciar taxas baixas, sem informar para que perfil são oferecidas, é publicidade incompleta, o que é violação da lei.

As irmãs Silvia e Dalva da Costa, de 52 e 55 anos, respectivamente, foram procurar informações sobre um empréstimo e também encontraram dificuldades.

— O atendente do Banco do Brasil não sabia explicar as regras. Na Caixa, o problema foi o tempo absurdo de espera — disse Silvia.

COMO FOMOS RECEBIDOS

O EXTRA foi a agências dos seis maiores bancos do país para ver como eles atendem as pessoas interessadas em refinanciar dívidas*.

Bradesco

Tempo de espera: menos de cinco minutos

Atendimento: o gerente foi atencioso e detalhou o que o banco pode oferecer

Informação: informou taxas de juros, tarifas e fez simulações de financiamentos

Caixa

Tempo de espera: uma hora e dez minutos

Atendimento: o atendente estava desinformado, mas pediu ajuda a colegas

Informação: explicou todas as taxas e tarias, e simulou empréstimo e financiamento de veículo

Santander

Tempo de espera: menos de dez minutos

Atendimento: a gerente foi atenciosa, mas estava desinformada e teve de pedir ajuda a uma colega

Informação: informou as tarifas da conta corrente, mas disse que era impossível passar as taxas e simular financiamentos

HSBC

Tempo de espera: menos de dois minutos

Atendimento: o gerente foi atencioso e tentou ver no sistema se a repórter era uma cliente pré-aprovada

Informação: disse que só poderia fazer simulações ou informar os juros depois que a conta fosse aberta no banco

Banco do Brasil

Tempo de espera: 25 minutos

Atendimento: A funcionária foi gentil e estava bem preparada. Preocupou-se em encontrar um CPF de um cliente do banco com o mesmo perfil informado para fazer as simulações no sistema.

Informação: Passou todas as taxas de juros e valores de prestações para CDC salário e financiamento de veículo

Itaú

Tempo de espera: 20 minutos

Atendimento: A gerente foi educada, mas não mostrou interesse em ganhar um novo cliente. Orientou a buscar o credor da dívida e tentar negociar com ele

Informação: Não passou nenhuma taxa de juros e disse que não valia a pena migrar a conta para o banco

* As visitas foram feitas em agências da Barra da Tijuca e de Botafogo, na última quinta-feira, dia 19

Fonte: Jornal Extra Online, leia o original aqui
 

Compartilhe

Participe

Carregando...

Buscar

Compartilhe