Bancos aumentam tarifas para compensar queda nos juros, aponta pesquisa

Para compensar as perdas de lucro com as reduções das taxas de juros, os bancos estão aumentando os valores das tarifas que cobram de seus clientes. O alerta foi feito pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Pro Teste). E, para garantir que os consumidores paguem mais caro pelos serviços, as instituições estão atrelando a liberação do crédito mais barato à assinatura de novos pacotes.

É o que ocorre no Banco do Brasil e no Itaú, por exemplo. No último, para se obter as taxas mais baixas, além de transferir o salário, é preciso pagar taxas até 56,5% mais altas, no pacote Maxi Conta Portabilidade do Salário.

Segundo a associação, o Bradesco foi outro banco a elevar as tarifas significativamente, com acréscimo de 19% no custo mensal dos pacotes de serviços.

A Pro Teste explica que, para se precaver, o cliente deve acompanhar, por meio de extratos, os valores cobrados pelos serviços e, mais importante, checar se eles realmente foram utilizados.

Para quem não está à procura de crédito, a melhor opção pode ser usar o pacote de serviços básicos gratuitos que, por uma determinação do Banco Central, todas as instituições são obrigadas a oferecer.

Esse pacote dá direito aos seguintes produtos e serviços: cartão de débito; quatro saques por mês; duas transferências dentro da mesma instituição; dois extratos por mês; compensação de cheques; e dez folhas de cheque por mês.

Se precisar de mais serviços, o consumidor pode conferir e comparar as taxas banco a banco, por meio do site www.febraban-star.org.br.

Fonte: Jornal Extra Online, leia o original aqui

Compartilhe

Participe

Carregando...

Buscar

Compartilhe