Administradora oferece cartão de crédito a pessoa morta há 35 anos

A dona de casa Maria Inês Reis de Oliveira, de 55 anos, tomou um susto quando recebeu, em sua casa, uma carta endereçada à sua mãe, Jurema Reis de Oliveira, morta há 35 anos. A correspondência era da administradora de cartão de crédito Credicard, oferecendo a Jurema um cartão de crédito.

Na carta, a Credicard afirma ter feito uma avaliação do perfil de Jurema e que o resultado foi positivo. “Você cuida do orçamento de casa e conhece bem todos os gastos”, diz a empresa na carta.

- Achei isso um absurdo, eles nem se preocupam em saber se a pessoa está viva ou não, fazem as coisas de qualquer maneira. Além disso, ela nunca teve cartão de crédito - disse Maria Inês.

Revoltada, ela ligou para a Credicard e cobrou explicações, mas nenhum funcionário soube informar o motivo do envio. A única coisa que Maria Inês conseguiu fazer foi cancelar a proposta.

- Enviaram a carta no nome dela, mas para o meu endereço, no qual ela nunca morou - afirmou.

A Credicard informou que o CPF de Jurema consta como ativo na Receita Federal, o que o torna apto para receber ofertas de cartão. Ainda segundo a administradora, o sistema de cadastros usado pela empresa cruza informações para localizar o destinatário. Provavelmente por isso a carta foi encaminhada para o endereço de Maria Inês.

Fonte: Jornal Extra Online, leia o original aqui

Compartilhe

Participe

Carregando...

Buscar

Compartilhe