Nextel deve pagar indenização por inscrição indevida no SPC.

A Nextel Telecomunicações deve pagar R$ 3.500,00 à S.C.S.B., que teve o nome inscrito indevidamente no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). A decisão é do juiz Fabrício Vasconcelos Mazza, da Comarca de Piquet Carneiro, distante 332 km de Fortaleza. Segundo os autos (nº 1052-19.2012.8.06.0147/0), S.C.S.B. tentava realizar compras quando foi informada de que o nome dela estava negativado. A inclusão no cadastro de inadimplentes teria ocorrido por conta de suposta dívida com a Nextel.

Alegando não ser cliente da empresa, ela ingressou com ação na Justiça. A Nextel, em contestação, disse que uma terceira pessoa agiu de forma criminosa e fez uso dos documentos de S.C.S.B. no momento da assinatura do contrato. Ao julgar o caso, o magistrado declarou a inexistência do débito e determinou a exclusão do nome da vítima do SPC. Condenou ainda a empresa a pagar R$ 3.500,00 a título de reparação moral. De acordo com o juiz, há provas que apontam para a ocorrência de fraude. “Quem deve arcar com as consequências não é o consumidor, mas sim aquele que exerce a atividade empresarial”, afirmou. 

Fonte:Idecon.

Compartilhe

Participe

Carregando...

Buscar

Compartilhe