Microsoft é processada por localizar usuários de smartphones sem autorização

Na última quarta-feira (31/08), foi aberto um processo contra a Microsoft nos Estados Unidos. O documento se baseia no fato de que o sistema operacional Windows Phone 7 pode transmitir a localização dos usuários, mesmo que os donos dos smartphones não autorizem.

Pesquisador diz que o Windows Phone 7 transmite dados de localização geográfica dos aparelhos, mesmo quando o usuário não permite

 

Uma análise realizada pelo pesquisador de segurança Samy Kamkar disse que existe um aplicativo na câmera do equipamento que permite a localização completa, com latitude, longitude e os pontos de acesso Wi-Fi mais próximos. E a Microsoft não desativa essa funcionalidade, nem quando os usuários solicitam isso.

"O sistema operacional Windows Mobile está, claramente, enviando informação que permite uma localização exata do dispositivo móvel, independentemente da autorização do usuário", afirmou Kamkar, no documento que serve como base para o processo movido contra a Microsoft. O especialista foi contratado pelos advogados que moveram a ação.

De acordo com a notícia divulgada pela CNET, a Microsoft não quis comentar o assunto.

O problema não é algo novo, em abril deste ano, pesquisadores descobriram que os iPhones e iPads tinham uma função de rastreamento, que gravava informações de localização dos equipamentos. Na época, a Apple disse que se tratava de um bug e, em seguida, lançou uma atualização para resolvê-lo.

Compartilhe

Participe

Carregando...

Buscar

Compartilhe