Coluna do Aposentado: Sindicato vai arrumar emprego para a 3ª idade.

Sede que será inaugurada no Centro do Rio, na próxima quinta-feira, terá serviço de intermediação de mão de obra.

O Sindicato Nacional dos Aposentados da Força Sindical vai ajudar segurados do INSS no Rio que precisam complementar renda a arrumar emprego. Os associados à entidade terão acesso a um balcão de vagas por meio de convênio fechado com o Centro de Atendimento ao Trabalhador Idoso do Brasil (Ceat) e a Arquidiocese do Rio de Janeiro. O serviço deve começar a ser oferecido logo após o término da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que acontece entre os dias 23 e 28 deste mês, na cidade.

O balcão de empregos funcionará na sede do sindicato que será inaugurada na próxima quinta-feira, dia 18, às 15h, no Centro. Os interessados vão se cadastrar no local para tentar uma vaga de trabalho. O convênio com o Ceat foi assinado no dia 1º de maio deste ano e já está em operação em São Paulo.

“Vamos ceder um espaço para o Ceat fazer a intermediação de mão de obra com as empresas. Em São Paulo, já temos o convênio que encaminha de seis a sete aposentados para o mercado de trabalho por dia. Queremos repetir a experiência no Rio”, explica João Batista Inocentinni, presidente nacional do sindicato.

Segundo o dirigente, a nova sede será aberta aos sindicalizados a partir do dia 22 de julho, oferecendo outros serviços. Mas, como o pessoal do Ceat está envolvido com a organização da visita do Papa Francisco ao Rio, a parceria com o centro começa efetivamente após a visita do Pontífice à cidade.

Além do balcão de oportunidades, a nova representação do sindicato terá serviços jurídicos com orientação de advogados. Inicialmente serão quatro profissionais no atendimento aos aposentados. O associado terá que marcar hora para a consulta. Conforme a demanda por ações judiciais, o número de advogados pode aumentar. A direção da entidade também pretende oferecer plano de saúde mais barato para os seus sindicalizados.

No mesmo dia, antes da inauguração oficial da nova sede no Rio, a direção do sindicato vai eleger a coordenação estadual da entidade. A escolha ocorrerá às 9h no Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil do Rio, que fica no Estácio.

Entidade quer fortalecer luta da categoria

Com a representação no Rio, o sindicato pretende organizar e fortalecer a luta dos aposentados no estado. Entre as bandeiras que serão levantadas estão a de recuperação do poder de compra dos benefícios e a mobilização por questões de assistência social. Para ser associado, o aposentado pode ir à sede a partir do dia 22 para se sindicalizar. É preciso levar o número do benefício, identidade e comprovante de residência. Será descontado 0,5% do valor da aposentadoria. Desse total, 0,1% é destinado à cooperativa de crédito que funcionará no local.

Empréstimos a juros baixos

Na nova sede do Sindicato Nacional dos Aposentado também funcionará a Cooperativa de Crédito Mútuo (Coopernapi). O objetivo é trazer para o Rio o mesmo modelo usado pela entidade em São Paulo. Lá, são oferecidos juros para empréstimos de 0,7% (seis meses) a 1,5% (60 meses), abaixo do teto de 2,14% estabelecido para bancos conveniados à Previdência.

O começo das atividades da cooperativa depende da liberação do Banco Central. O prazo estimado para começar a atuar no Rio é de até um ano. O aposentado poderá abrir conta-corrente, pagar contas e receber o benefício na própria cooperativa. Ao se sindicalizar, o segurado do INSS terá acesso a outros benefícios, entre eles uma rede de convênios que garante desconto em farmácias e clínicas médicas.

Obras mantiveram o padrão arquitetônico do prédio

A coluna visitou o local da nova sede do Sindicato Nacional dos Aposentados da Força Sindical na última sexta-feira, antes de sua inauguração. O pessoal encarregado pela montagem dos móveis e pela limpeza ainda dava os retoques finais na arrumação para deixar o espaço pronto para a cerimônia oficial de abertura na próxima quinta-feira.

“Vai ficar tudo arrumado para a inauguração. Estamos correndo com os arremates finais”, explica o diretor nacional de Turismo do sindicato, Wilson Vidal de Mello, mais conhecido no meio sindical como “Sagui”, que veio ao Rio acompanhar o desfecho dos trabalhos.

O sobrado de três andares, no coração do Centro do Rio, foi totalmente reformado. As obras, que duraram quase um ano, feitas pelo sindicato, mantiveram o padrão arquitetônico original da fachada.

O imóvel fica no Mercado das Flores 5, na Praça Olavo Bilac, próxima à Rua Uruguaiana, perto da estação do metrô. A localização facilitará o acesso dos aposentados à sede da entidade.
No primeiro andar ficará a recepção e o balcão de empregos. No segundo pavimento funcionará a cooperativa de crédito, que atuará como se fosse um banco. E no terceiro andar, o sindicato prestará o serviço de assistência jurídica.

O último equipamento que falta ser instalado no prédio é o elevador. “Nós já compramos o elevador, que deve chegar até o mês de outubro. Vai ajudar na circulação dos aposentados que forem ao sindicato”, diz o presidente João Batista Inocentinni.

Fonte:Jornal O Dia.com

 

Compartilhe

Participe

Carregando...

Buscar

Compartilhe