Consumidor pode instalar televisão por conta própria.

 Varejistas oferecem serviço de instalação de TV, mas fabricantes dizem que cliente pode fazê-lo
 Preços variam de R$ 149 a R$ 224, dependendo do tamanho do televisor.


Em rack ou na parede: varejistas oferecem instalação de televisor
Foto: Antônio Duarte/Arquivo

Em época de Natal, uma TV nova é o sonho de muitos consumidores. Ainda mais às vésperas da Copa do Mundo. E é provável que na hora de fechar negócio o cliente receba a oferta de instalação do produto - um serviço que em três grandes varejistas varia de R$ 149 a R$ 224, dependendo do tamanho do aparelho -, muitas vezes, em meio a argumentos de que só um técnico é capaz de fazê-lo. Os fabricantes alertam, no entanto, que o consumidor pode ativar o produto por conta própria, seguindo as orientações do manual. Além disso, oferecem canais telefônicos e on-line para auxiliar o consumidor.

Para quem pretende afixar o televisor na parede, o serviço de instalação pode ser uma boa opção, já que os técnicos enviados pelas grandes varejistas costumam utilizar um aparelho que previne furos indesejados na parede, evitando vazamentos ou outros problemas. Mas o consumidor que tiver habilidade para fazer essa afixação, pode fazer tudo por conta própria.

No serviço de instalação vendido a quem compra uma TV, as varejistas também configuram e integram equipamentos auxiliares já existentes na casa do cliente, como home theater, videogame, DVD, conversor digital. além de organizarem cabos e conexões. É isso que oferecem Pontofrio e Casas Bahia, em suas lojas físicas e on-line, e o site Extra.com. Além disso, o consumidor tem suporte telefônico para tirar suas dúvidas sobre as funções de sua TV no período de três meses.

Quem compra um televisor nas Casas Bahia ou no Pontofrio tem até 30 dias após fechar o negócio para optar pela aquisição do serviço de instalação. Para TVs de plasma, LED ou LCD até 32 polegadas, o custo é de R$ 149. Para televisores maiores, o valor é de R$ 199. O serviço tem garantia de 30 dias.

Nas lojas on-line de Extra, Casas Bahia e Pontofrio, qualquer um pode contratar o serviço, mesmo quem não comprou aparelho numa dessas três lojas. Em Extra.com e Casasbahia.com, há dois valores são R$ 149 para TVs até 32 polegadas e R$ 199 para as maiores. No Pontofrio.com, o serviço para aparelhos a partir de 33 polegadas é um pouco mais caro, R$ 224. Televisores menores são instalados também por R$ 149.

A Ricardo Eletro também oferece o serviço de instalação, que inclui fixação na parede, conexão de todos os cabos e conexão/instalação de até dois equipamentos. A contratação é à parte e custa R$ 159, podendo ser parcelada com o valor do produto.

A Fast Shop também oferece serviço de instalação de áudio e vídeo, conforme informações disponíveis em seu site. Procurada pelo GLOBO, a rede não informou os preços desse serviço.

Mas a configuração do televisor, ou seja, fazê-lo funcionar de forma adequada em termos de som e imagem, pode ser feita pelo próprio consumidor, lembram os fabricantes, que também disponibilizam canais telefônicos e on-line para esclarecer dúvidas. E no caso de haver algum tipo de orientação especial, o consumidor é previamente informado. A Philips, por exemplo, que indica três tipos de instalação para o DesignLine: encostada na parede reta, encostada a 90 graus ou suspensa. Neste caso, a TV já é vendida com um suporte adequado incluso.

De acordo com a Samsung, no caso do modelo Timeless, a instalação é feita pela própria fabricante. Os demais modelos podem ser facilmente instalados seguindo as orientações do manual. Além disso, o SAC e o site podem dar suporte ao cliente caso tenha algum tipo de dificuldade.

Já as TVs Sony oferecem a opção de o consumidor fazer o que se chama de autoprogramação. Ao ligá-la pela primeira vez, um passo a passo é disponbilizado, orientando o cliente a fazer a configuração do aparelho.

A CCE recomenda que o consumidor leia primeiro o manual antes de instalar o produto. Se tiver dúvidas, o cliente pode entrar em contato com a CCE por telefone: (11)3304-6654 (Grande São Paulo) ou telefone 0800 883 7023 (demais regiões).

Fonte:Jornal O Globo.com

Compartilhe

Participe

Carregando...

Buscar

Compartilhe